5 cuidados com transporte de materiais frágeis que toda empresa deve ter

O transporte de mercadorias é um estágio da logística que tem relação direta com a satisfação do cliente, principalmente quando se trata de produtos frágeis. A qualidade e a imagem da empresa são refletidas pelos cuidados com transporte de materiais frágeis que ela confere no seu processo de embalagem e entrega.

Produtos entregues danificados ou com perda total resultam em devoluções que geram prejuízos tanto para o distribuidor quanto para o fornecedor. Ainda que haja seguros, os danos ao material podem diminuir a credibilidade e a confiança do cliente em relação à empresa.

Em tempos de crise e dificuldade econômica, perder um cliente é desastroso, pois não perde-se apenas um; por exemplo, com o avanço da internet e especialmente das redes sociais, há um potencial para gerar um estrago muito maior com uma reclamação ou uma recomendação ruim.

Nesse sentido, os detalhes na hora de embalar ou acomodar um produto para ser transportado fazem a diferença e devem estar previstos em todo o processo de logística, desde o armazenamento no estoque até a entrega final, e devem ser realizados de modo claro pelos funcionários e terceiros envolvidos.

É importante estabelecer normas de trabalho e procedimentos operacionais padronizados, buscando a facilidade nas operações, para que as equipes envolvidas tenham mecanismos necessários para serem mais eficazes quanto ao cuidado com materiais frágeis.

O treinamento e o investimento em capacitação são fundamentais para otimizar o processo de entrega.

Pensando nisso, separamos 5 dicas com cuidados de materiais frágeis que a sua empresa precisa saber:

1. Proteja o produto individualmente

Inicialmente, deve-se atentar à particularidade de cada mercadoria que será embalada. O tamanho, o formato e o tipo de material devem ser avaliados individualmente antes do empacotamento e do transporte.

Alguns tipos de produtos frágeis não podem ficar soltos dentro das embalagens, então, sugere-se, nesse caso, o uso de papel, isopor, plástico-bolha ou espuma de polietileno expandido para envolver a mercadoria. As mercadorias grandes, como máquinas, podem ser revestidas de papelão para amenizar choques durante o transporte.

O tamanho da embalagem deve ser considerado no cuidado necessário ao manuseio do produto. Quando trata-se de objetos de vidro, o ideal é que não tenha folga na embalagem para evitar trepidações. No entanto, caso sejam garrafas com líquidos dentro, sugere-se a utilização de divisórias firmes nas embalagens para evitar o atrito entre os vidros e a ocorrência de estragos.

2. Sinalize o produto como frágil

A sinalização na embalagem de que o produto é frágil é primordial. Não há como os funcionários das transportadoras adivinharem se a carga é frágil ou não sem a sua correta sinalização. Por meio de treinamento e orientações, os colaboradores, ao entrarem em contato com uma embalagem, devem identificar facilmente que se trata de um produto frágil.

Isso tem por objetivo evitar problemas no transporte ou na entrega, evitando que o produto seja quebrado ou danificado apenas por um descuido.

São detalhes simples que fazem a diferença, como colar adesivos ou etiquetas de produto frágil e incluir descrições precisas sobre o que está sendo transportado. A identificação deve ser bem clara e visível em todos os lados da embalagem. É importante sinalizar, inclusive, o lado da caixa que deve ficar virado para cima, a fim de evitar danos ao material.

Informação, nesse caso, nunca é demais e, para garantir que o serviço seja prestado com o máximo de qualidade, é necessária atenção na etapa de empacotamento.

3. Utilize embalagens rígidas e de qualidade

Utilize caixas mais resistentes para acondicionar as mercadorias frágeis. As embalagens, se não forem seguras, podem amassar ou ser esmagadas, dependendo do acondicionamento no transporte ou no estoque.

Caixas mais rígidas, além de serem resistentes para a proteção do produto, são mais econômicas e podem ser reutilizadas em muitos casos.

4. Tenha cuidado no transporte

O transporte de cargas frágeis deve ser estudado com cuidado para que não haja problemas com danos e prejuízos ao cliente e à empresa. No transporte, curvas e solavancos podem quebrar as mercadorias e, para que isso não aconteça, é importante a fixação dos conjuntos transportados.

Sugere-se que a empresa evite o envio pelo correio e contrate uma transportadora, tendo em vista a possibilidade de poder exigir maior cuidado com objetos frágeis e ainda ter maior controle sobre o prazo de entrega. Além disso, na transportadora, o risco de a carga ficar presa por causa de uma greve é bem menor, como pode ocorrer nos correios.

Quando for necessário que o transporte seja aéreo, a identificação da mercadoria deve ser ainda mais específica. Geralmente qualquer tipo de carga pode ser transportada por esse meio, porém produtos considerados perigosos dependem de autorização, e a empresa deve ficar atenta a isso para que não haja devoluções.

5. Acomode a carga adequadamente

O empilhamento da carga dentro do caminhão de entrega deve ter um procedimento definido. Essa é uma etapa que não pode ser desvalorizada, pois, caso contrário, pode tornar em vão todos os cuidados anteriores.

A primeira análise que deve ser realizada é referente ao interior do caminhão, que não pode conter lacunas no piso e deve ser coberto com papelão ou algo que o uniformize, de modo que qualquer peso ali acomodado seja distribuído igualmente, e sejam evitadas tensões e rachaduras.

Ao acomodar a carga, deve-se ter atenção ao tipo de mercadoria que demanda condições especiais no empilhamento e na ventilação, até a sua entrega. Deve-se atentar também ao fato de que algumas mercadorias, devido ao tipo de material, não podem demorar muito tempo para serem entregues, merecendo prioridade na entrega.

Também, ressalta-se o cuidado necessário quando uma carga for removida. Todo o conjunto restante deve ser novamente organizado em segurança, para evitar lacunas de mercadorias durante a movimentação no restante do percurso.

Os cuidados podem parecer óbvios, porém são nos detalhes que os danos acontecem. Não permita que sua empresa tenha prejuízos com transporte de produtos frágeis por falta de atenção nas embalagens. O tipo de embalagem deve ser escolhido com muita cautela, de acordo com o transporte a ser utilizado, para que a empresa garanta a qualidade e a satisfação do cliente.

Para saber mais sobre cuidados com transporte de materiais frágeis, confira também nosso artigo sobre caixas personalizadas e aumente a qualidade das embalagens da sua empresa.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"