Como garantir a segurança no transporte de mercadorias?

Quem precisa fazer um produto chegar ao seu destino por meios rodoviários sabe que os desafios são grandes. Existem diversos fatores que podem atrasar a entrega, danificar ou comprometer a qualidade dos itens levados de um local para outro.

Esses problemas geram clientes insatisfeitos que dificilmente voltarão a fazer negócio com sua empresa. Dessa forma, você deve estar se perguntando o que pode ser feito para garantir a segurança no transporte de mercadorias.

Para auxiliar nessas questões, preparamos dicas que vão fazer com que o transporte seja realizado com mais tranquilidade. Confira!

Capacite os motoristas para melhorar a segurança no transporte de mercadorias

Os motoristas representam o principal grupo envolvido no transporte de cargas, afinal, sem eles os caminhões sequer sairiam para as estradas. Portanto, a primeira atitude a ser tomada para realizar o frete com segurança é oferecer treinamento a esses profissionais.

Os treinamentos devem focar tanto na conscientização quanto na prevenção. É essencial que o motorista esteja preparado para dirigir em condições adversas de clima, saiba agir em situações que exigem controle emocional (caso de tentativa de assalto, por exemplo) e conheça técnicas de direção que possibilitem menor desgaste do equipamento. É igualmente importante que os motoristas conheçam os pontos principais do trajeto, quais são os mais seguros, saibam operar um sistema de GPS e de comunicação e emissão de alertas.

Tenha um galpão de armazenagem adequado

Além dos recursos humanos qualificados, ter uma infraestrutura em boas condições vai ajudar muito. Nesse ponto, um galpão adequado às necessidades da empresa é indispensável.

Ele precisa ter tamanho suficiente para comportar todo o estoque, os espaços onde as triagens serão realizadas e as áreas dos caminhões. Nesse local, a segurança deve ser reforçada com um sistema de vigilância e pessoal capacitado.

Realize a manutenção dos caminhões

Economizar com manutenção pode acabar saindo muito caro. Ainda assim, trata-se de um serviço que frequentemente é deixado de lado. Isso faz com que o caminhão só passe pela oficina quando algo já está quebrado ou quando impede o motorista de rodar.

Logo, investir na prevenção de problemas mecânicos é a melhor alternativa. Um veículo checado periodicamente gasta menos combustível, pneus e lubrificantes. Os cuidados adequados também tornam a viagem mais segura para os motoristas e evitam que o caminhão pare no meio do percurso, comprometendo os prazos e deixando a carga suscetível à ação de criminosos.

Contrate um seguro

Outro gasto muitas vezes visto como desnecessário é aquele feito com a contração de um seguro. No entanto, quem conta com esse tipo de serviço tem uma tranquilidade superior a qualquer economia, visto que consegue melhorar a segurança no transporte de mercadorias.

A finalidade do seguro é cobrir prejuízos com danos que possam acontecer durante todo o percurso, sejam eles motivados por acidentes ou crimes. A responsabilidade pela contração pode ser do comprador da carga, do profissional que realiza a venda ou da empresa responsável pelo transporte.

Na hora de escolher qual seguro contratar, é preciso conhecer bem as modalidades e as coberturas oferecidas pelas seguradoras. Para fazer essa avaliação, considere o tipo de produto a ser transportado, o trajeto e o veículo que será utilizado.

Diante da variedade, é muito fácil optar por um seguro que não vai suprir suas reais demandas em caso de uma ocorrência. O ideal é não precisar acionar a seguradora, mas ter a certeza de poder fazer isso a qualquer momento traz tranquilidade.

Conte com o auxílio da tecnologia

Em um mundo no qual a tecnologia já alcança praticamente todas as atividades humanas, o transporte de mercadorias não ficou de lado. São várias as ferramentas disponíveis para aplicar nesse setor.

Com o auxílio de equipamentos e programas de computador, é possível estabelecer, por exemplo, roteiros de entregas mais inteligentes e que otimizam os deslocamentos.

Outra ferramenta utilizada em empresas modernas é o rastreador de frota, que permite identificar, por meio de GPS, a localização exata de cada um dos veículos. Os benefícios são vários: poder verificar se os motoristas estão seguindo as rotas indicadas, se estão dentro dos limites de velocidade e, ainda, bloquear o veículo em caso de roubos.

Por fim, sistemas de rastreio também dão ao cliente a facilidade de saber exatamente em qual estágio do processo de entrega está a mercadoria.

Escolha a embalagem adequada

Você já preparou os motoristas, melhorou a infraestrutura de armazenamento e triagem, contratou um seguro, programou as manutenções e investiu em tecnologia. Isso com certeza vai garantir uma boa proteção para sua mercadoria até o destino. Porém, o tipo de embalagem escolhida para despachar os produtos desempenha um papel tão importante quanto os demais itens.

A função primordial da embalagem é proteger o produto. Para isso, ela precisa ser resistente e, ao mesmo tempo, leve e fácil de manusear. No caso de produtos frágeis, como eletrônicos ou itens que contêm componentes de vidro, a proteção precisa ser reforçada. Por outro lado, se as mercadorias transportadas forem alimentos, a embalagem deve ser capaz de resistir à umidade e poeira.

Também é essencial avaliar o peso e o espaço que cada embalagem vai acrescentar à carga, já que o preço do frete é cobrado por volume. Ou seja, materiais muito pesados e volumosos podem encarecer demais o transporte. Por outro lado, se eles não oferecerem boa resistência, será necessário incluir camadas extras, plástico-bolha, almofadas de ar, espumas de EPP ou EPS.

Por fim, a embalagem deve conter orientações sobre a maneira correta de fazer o transporte do produto. A fragilidade do conteúdo deve ser explicitada, além das instruções sobre o limite máximo de empilhamento e posicionamento adequado. Tudo isso pode parecer exagero, mas evitará muitos transtornos.

Além disso, se a embalagem puder dar mais visibilidade ao produto perante os clientes e for composta por material reciclável, os ganhos para a marca serão diversos.

Com a leitura das nossas dicas, é possível compreender que a segurança no transporte de mercadorias é resultado de um planejamento bem pensado e executado, que considera os diversos problemas que podem ocorrer ao longo de todo o processo. Ignorar isso pode colocar tudo em risco, não se esqueça!

Agora que você sabe como transportar seus produtos com segurança, leia outro texto do nosso blog e entenda a importância da embalagem na hora de fazer o transporte de produtos frágeis!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"