Design de produtos: entenda sua importância para os negócios

Diferentemente do que muitas pessoas acreditam, a área de design é extremamente abrangente. Ela consegue englobar contextos variados e pode trabalhar desde com bancos de carros, utensílios de cozinha e estruturação de modelos de negócio até com belas artes e departamentos mais técnicos do mercado de semicondutores.

Nesse universo tão vasto, um vetor que merece a nossa atenção é o design de produtos. Presente em quase tudo que está à nossa volta, ele merece ser entendido com um pouco mais de profundidade. Por isso, separamos algumas informações interessantes sobre o assunto, que podem fazer todos enxergarem essa especialidade com outros olhos.

O que é design de produtos

Ao pensar em design, o tipo de associação mais comum de ser feita está relacionada a formas, cores e texturas. Visualmente esses aspectos costumam chamar a nossa atenção porque são facilmente percebidos. Mesmo assim, é preciso entender que o design vai bem além deles.

No caso específico de design de produtos, é preciso entender que ele tem como missão, transformar materiais e tecnologias em ferramentas, utensílios, máquinas, móveis, peças e outros tipos de produtos úteis.

Tudo isso pensando em um melhor aproveitamento dos recursos, conseguindo desenvolver modelos práticos, confortáveis, resistentes e com custos adequados aos fins a que são destinados.

Sendo assim, o design de produtos, também conhecido como design industrial, é a atividade que consegue fazer com que tudo que nos cerca seja mais eficiente sem deixar de lado uma preocupação constante com a harmonia visual.

Na falta deste tipo de conhecimento, teríamos tido, com certeza, um ritmo evolutivo da sociedade um tanto quanto mais lento pela inexistência de algumas ferramentas e objetos que hoje fazem parte do nosso cotidiano.

Desde o formato das linhas dos pneus dos carros para uma melhor aderência às pistas até a curvatura das lâminas das facas de cozinha para um corte mais macio e seguro, tudo passa pelo design de produtos.

Um aspecto importante a ser lembrado é que além de formas, o design industrial também precisa se preocupar bastante com os materiais a serem empregados, suas propriedades e características. Assim é mais fácil conseguir equalizar as necessidades diárias com os materiais mais adequados. 

O profissional

Com uma grade curricular mais ampla, ainda que tendo a duração do curso superior estruturada para durar quatro anos, como a grande maioria das graduações, o designer de produtos sai da faculdade com habilidades que permitem trabalhar no desenvolvimento de produtos dos mais variados tipos, como as embalagens.

Conseguindo entender sobre a manipulação de materiais e também ergonomia, sua capacidade de criação de projetos que visam solucionar problemas também precisa considerar potencialidades desenvolvidas nas áreas de criatividade e inovação, que embora estejam correlacionadas, não são exatamente a mesma coisa.

Além disso, o profissional de design de produtos também tem plenas condições de trabalhar aspectos um pouco mais subjetivos, por exemplo, a criação de identidades visuais para empresas e marcas, logotipos, peças de mídias impressas e digitais.

Na hora de contratar um designer de produtos

Por ter uma boa amplitude de capacidades e também de focos de trabalho, na hora de buscar um profissional da área, o contratante precisa ter em mente que precisa avaliar mais profundamente dois aspectos dos candidatos.

O primeiro ponto a ser investigado é o nível de objetividade e conhecimento técnico do candidato. É preciso que ele saiba balancear a capacidade criativa e de inovação com a necessidade de entregar um serviço que tenha um propósito muito bem definido e dentro das exigências do contexto.

Tendo clareza dos desafios e consciência de quais são os limites técnicos e de recursos disponíveis, fica mais fácil conseguir manter projetos dentro do orçamento e dos prazos de execução de forma realista e sem atrapalhar os desafios comerciais.

O outro ponto que também precisa ser bem avaliado é a capacidade de integração e nível de maturidade emocional do profissional.

Como o serviço envolve momentos de abstração e uma certa dose de subjetividade, mas lembrando que há também horas em que a pressão será grande, o candidato tem que ter estrutura para conseguir trocar ideias com o restante da equipe dos projetos e manter seu trabalho dentro do cronograma, garantindo assim que a empresa não tenha dificuldades muito grandes em fazer suas entregas para os clientes.

Esse equilíbrio entre conhecimento técnico e habilidades comerciais é fundamental para que tanto o designer como a empresa consigam ter um bom nível de produtividade e poucas chances de haver problemas mais complicados.

Design de produtos e design gráfico nos negócios

As funcionalidades práticas dos produtos, embalagens e qualquer outro item desenvolvido pelo design industrial também precisam ter um apelo que favoreça a economia.

Isso significa dizer que além de serem funcionais, os produtos têm que agradar e convencer pessoas a se tornarem consumidoras. Nesse momento, o design gráfico tem uma forte influência no mercado.

Embalagens de alimentos, por exemplo, precisam ser muito mais do que simples recipientes que consigam armazenar e garantir a conservação. Elas também têm que ter um apelo visual que chame a atenção dos clientes e faça com que eles se sintam mais atraídos.

Esse tipo de relação é muito fácil de se perceber em praças de alimentação. Temos mesas e cadeiras que são projetadas para poderem ser facilmente limpas, pequenas o suficiente para caber uma pessoa e sem sobra, de forma que se acomode o maior número de consumidores no menor espaço possível e de maneira relativamente confortável.

Além disso, as cores dos restaurantes, cardápios e a padronização dos uniformes ajudam na hora de despertar o apetite. Fica fácil reparar que tons de vermelho e amarelo costumam sempre estar presentes.

Como se pode perceber, o design está sempre ao nosso redor e faz com que os negócios sejam impulsionados e a vida humana fique mais fácil a cada dia.

Agora que você consegue entender um pouco mais sobre o design de produtos e como ele faz a diferença no mundo dos negócios, aproveite para também conferir nosso conteúdo sobre como escolher a embalagem certa para atrair seu público. Assim, você aumenta suas chances de vendas e garante a qualidade do que está sendo transportado e armazenado.

1 Comentários

  1. Carlossays:

    Parabéns pelo blog, gostei bastante do conteúdo, estava com algumas dúvidas e suas embalagens de papelão são excelentes! No Rio de janeiro, recomendo embalagens plásticas da Center Pack Rio http://www.centerpackrio.com.br

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"