Embalagens para frios: como armazenar alimentos frios adequadamente?

O congelamento é uma maneira natural de preservar a comida. Cuidar para que as embalagens para frios cheguem em bom estado nas mãos do consumidor é uma forma de garantir que os nutrientes sejam preservados bem como a sustentabilidade de toda a produção. 

Para se ter uma ideia da importância da embalagem e da armazenagem de alimentos, de acordo com o setor de Mudanças Climáticas do World Resources Institute (WRI) Brasil, em depoimento à EBC, o Brasil desperdiça 41 mil toneladas de alimentos todos os anos. Estamos entre os dez países que mais perdem e desperdiçam alimentos em todo o mundo. 

Já um estudo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) mostrou que, no Brasil, 50% do estoque de alimentos produzidos se perdem na cadeia de distribuição. Cerca de 46% do desperdício de comida ocorre nas etapas de processamento, distribuição e consumo, segundo a Food and Agriculture Organization (FAO), da Organização das Nações Unidas. 

Mas se a manipulação e a armazenagem de alimentos frios são fundamentais para mantê-los longe de micro-organismos e conservar os nutrientes, como fazer isso da forma mais adequada? É o que vamos aprender no post de hoje! 

Qual é a importância de escolher bem as embalagens para frios?

Hoje em dia, os alimentos são resfriados rapidamente. Esse processo congela a água na comida e a transforma em pequenos cristais de gelo, minimizando os danos na estrutura das células. 

Os alimentos congelados dessa forma e mantidos em uma temperatura de -18°C tendem a não serem degradados. Por isso, é de suma importância armazenar a comida congelada corretamente, de modo que a cor, textura, valor nutricional e sabor sejam preservados. 

Como armazenar as embalagens para frios na geladeira?

Como dissemos acima, quando os alimentos frios são mantidos bem embalados e sob uma temperatura de -18°C, as chances de eles sofrerem degradação tendem a zero. Mas para isso, é preciso que eles sejam bem armazenados. 

Geralmente, se uma geladeira não consegue manter o estado consistente de um sorvete, ela não atingiu a temperatura correta.

Todos os alimentos podem ser congelados de forma segura. Contudo, alguns perdem a textura e o gosto se forem levados ao freezer, como ocorre com o creme de leite, ovos, maionese e produtos lácteos bem como a ricota, o tofu, vegetais e frutas que tenham alto teor de água. A seguir, confira dicas para manter esses alimentos bem conservados por muito mais tempo!

Esteja atento à validade

É importante que os consumidores e os varejistas estejam bem atentos ao prazo de validade determinado nas embalagens dos produtos. 

Uma das formas de evitar desperdícios é manter a rotatividade dos produtos, colocando os comprados recentemente atrás, de forma que os mais antigos sejam preferencialmente selecionados. No varejo, os produtos cuja data de validade se aproxima podem entrar em promoção. 

Separe bem os alimentos em categorias

Alimentos devem ser guardados separados uns dos outros para não ocorrer contaminação cruzada. A temperatura adequada evita a proliferação de micro-organismos e toxinas. É preciso que o recipiente esteja totalmente limpo e bem vedado. 

As carnes podem ser congeladas em porções individuais. Assim, o consumidor descongela apenas a quantidade necessária para a refeição.

Peixes devem ser armazenados a 2°C. Após serem cozidos, eles devem ser congelados nessa temperatura por um período de 24 horas. 

Já as carnes de boi e as aves, devem ser armazenadas a 4°C. Após serem cozidas, elas devem ficar no congelador por até três dias. 

Ovos devem ser armazenados sob refrigeração (em uma temperatura de 4 a 8°C). Já o feijão cozido, deve ser guardado sob refrigeração a 4°C por até três dias.

Todas essas instruções devem ser esclarecidas para o consumidor. Uma forma de fazer esses alertas é por meio do design sensorial

Opte por embalagens planas

Busque congelar qualquer alimento (carne, vegetais, sopa etc.) da maneira mais plana e achatada possível. Isso faz com que ele congele e descongele mais rapidamente, evitando maiores contaminações. Para isso, há um saco plástico próprio para o congelamento de produtos.

Sacos de congelamento a vácuo evitam que o gelo acumule no alimento e impedem o contato com o ar. Vale lembrar que o ar é um dos maiores vilões para a comida congelada. Caso não seja possível fazer vácuo dentro da embalagem, retire o máximo de ar que conseguir e sele bem. 

Contudo, em condições ideais, a armazenagem da comida não deveria ser feita em recipientes de plástico. Isso porque, quando os alimentos estão quentes ou congelados, eles entram em contato com as substâncias do plástico e estimulam a liberação de toxinas, como o bisfenol A. 

O uso de filme plástico e papel alumínio pode ser substituído pelo papel manteiga. Isso evita que metais e as substâncias presentes no plástico e no alumínio migrem para a comida. 

Como congelar legumes e verduras?

Especialistas indicam que legumes e verduras só sejam congelados se forem cozidos, fritos ou assados em seguida. Caso a ideia seja de que eles sejam consumidos crus e frescos, não os leve ao freezer.

O congelamento de folhas e legumes deve ser precedido por uma higienização. Após lavá-los bem, o processo de branqueamento ajuda a matar micro-organismos e garante a manutenção dos nutrientes. Para isso, basta ferver o alimento por poucos minutos e, em seguida, passá-lo para a água com gelo durante o mesmo período de tempo. Seque-os bem e armazene no freezer. 

Como armazenar alimentos embutidos?

Alimentos embutidos e defumados que ainda não foram abertos podem ser armazenados em temperatura ambiente. O local deve ser mantido arejado, seco e livre de insetos. O ideal é que eles sejam pendurados para minimizar o risco de soltarem gordura e não entrarem em contato com micro-organismos danosos.

Os embutidos defumados podem ser guardados na geladeira, mas não devem ser colocados dentro de embalagens plásticas. É importante que o produto possa “respirar”.

Embutidos e carnes podem ser congelados. Contudo, no caso dos embutidos, esse não é o armazenamento ideal, pois o sabor pode ser alterado.

Qual é a importância da resistência à umidade na armazenagem de frios? 

Os altos graus de umidade e temperatura cooperam para que alimentos se degradem com maior facilidade. A umidade proporciona substrato para a proliferação de micro-organismos. Por isso, é importante que as embalagens de alimentos os mantenham bem secos. 

E então, compreendeu um pouco mais sobre a importância das embalagens para frios em todo o processo de conservação do alimento? Para ter acesso a mais dicas para a preservação do sabor de seus produtos, curta a nossa página no Facebook e receba nossas novidades em sua timeline!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"