Como conservar e armazenar produtos de limpeza?

Manter o estoque sempre organizado é uma estratégia determinante para o sucesso de qualquer organização, mas também é uma prática que interfere diretamente na conservação e qualidade das mercadorias. Por isso, saber armazenar produtos de limpeza é tão importante quanto vendê-los ao consumidor final.

Por serem tóxicos e até mesmo inflamáveis, os produtos de limpeza e similares precisam ser conservados e armazenados em áreas específicas de um supermercado.

Quer saber como? Então confira as nossas dicas e veja como armazenar produtos de limpeza corretamente, além de descobrir a importância da embalagem nesse processo. Confira!

Qual a importância de saber como armazenar produtos de limpeza?

O armazenamento correto de materiais de limpeza é fundamental para manter a organização do ambiente e evitar possíveis acidentes, pois tais produtos apresentam substâncias tóxicas nocivas à saúde humana se entrarem em contato com a pele ou olhos.

Além disso, outros motivos são muito importantes para a realização de uma armazenagem adequada. A seguir, listamos os principais.

Otimiza espaço

Quando se tem um espaço muito pequeno, qualquer centímetro ganho é útil. Assim, uma organização eficiente permite um melhor aproveitamento do espaço. Então, utilize recursos que facilitarão e melhorarão essa organização como:

  • prateleiras;

  • armários;

  • ganchos;

  • cestos;

  • suportes, dentre outros.

Esses itens facilitam na organização do seu material de limpeza e ajudam a manter a segurança dos seus produtos, isso porque é muito importante manter alguns materiais separados dos demais.

Reduz riscos

A separação de determinados materiais é importante justamente por reduzir o risco de acidentes. Alguns materiais reagem entre si, gerando gases tóxicos prejudiciais à saúde — um exemplo muito claro disso é o vinagre e a água sanitária, que jamais devem ser misturados, podendo gerar ardência e problemas respiratórios severos.

Esses produtos também devem ser protegidos do sol e do calor, devido a alguns desses materiais serem inflamáveis, impedindo o risco de explosões.

Um outro cuidado que deve ser evitado é a mistura de produtos de limpeza com alimentos, a fim de evitar os riscos de contaminação.

Traz mais segurança

Um armazenamento eficiente traz mais segurança para você e todos que permanecem nesse ambiente. Uma vez que esses produtos devem permanecer fora do alcance de crianças.

Frequentemente são vistos em noticiários matérias sobre pessoas que se feriram por uso ou consumo inadequado dos produtos químicos. Crianças que ingeriram líquidos perigosos e pessoas que causaram explosões misturando tais materiais.

Assim, é necessário programar o armazenamento dos produtos de limpeza de forma adequada. Portanto, essa tarefa deve ser tratada com grande seriedade e responsabilidade.

Evita desperdícios

Com o estoque bem organizado fica mais fácil verificar os materiais que realmente estão em falta, o que evita a compra desnecessária de produtos para o estoque. Permite, também, não perder o produto por conta da sua validade, já que com o grande volume de produtos, a sua empresa corre o risco de não vendê-los antes que se encerre o prazo de validade.

Além do mais, é necessário verificar se todos os produtos permanecem bem fechados, para evitar a perda para o ambiente — em se tratando de materiais que se evaporam facilmente.

Faz com que durem mais tempo

Ao passo que uma boa armazenagem evita desperdícios, ela também faz com que o produto dure mais já que você estará de olho:

  • em sua validade;

  • na vedação do produto;

  • se estão afastados de umidade ou do calor, pois esses fatores consomem esses materiais.

Facilita na hora de localizá-lo

A organização dos seus materiais de limpeza impossibilita a perda de tempo para localizar o produto. Uma armazenagem eficiente permite a identificação rápida e ágil do produto que você está precisando naquele momento. Isso fará com que a produtividade de toda a equipe seja otimizada, melhorando, inclusive, a imagem do seu negócio perante seus consumidores.

Quais os produtos que mais causam riscos à saúde?

A maioria dos materiais de limpeza levam em suas fórmulas produtos químicos muito fortes, capazes de causar irritações, alergias na pele e problemas respiratórios.

Quando em contato com a pele, olhos ou nariz provocam sintomas como:

  • ardor;

  • coceira;

  • vermelhidão;

  • descamação da pele;

  • tosse.

E em casos mais graves:

  • inchaço;

  • surgimento de bolhas;

  • falta de ar.

Alguns dos produtos de limpeza que costumamos ter em casa são mais perigosos. Veja alguns exemplos.

Amaciante de roupas

Muitos amaciantes de roupas contêm em suas fórmulas o amoníaco — uma substância que, quando recebe calor, libera o gás amônia, causador de irritações na pele, nos olhos e das vias respiratórias.

Muitas pessoas desencadeiam reações alérgicas ao produto por ficarem muito próximas ao nariz. Esse produto costuma não ser indicado para lavar as roupas do bebê, por exemplo, pois ainda não tem o sistema imunológico completamente formado.

Água Sanitária

O hipoclorito de sódio, presente na composição da água sanitária, é uma substância muito perigosa. Ele libera o gás cloro, mesmo que em baixa concentração. Esse gás provoca dores de cabeça, lacrimejamento e irritação das vias aéreas. Se a pessoa tiver problemas de asma, o contato com a água sanitária pode piorar ainda mais o seu quadro.

Desentupidores de ralo

Em muitos desentupidores de ralos está presente em sua composição a soda cáustica e nitrato de potássio e, com isso, formam uma mistura corrosiva, por isso, é necessário ter cautela na sua utilização.

Da mesma maneira que o querosene e outras substâncias à base de solventes, os desentupidores são inflamáveis e podem provocar irritações nos olhos e na pele. Em doses mais altas, podem levar até a morte.

Lava Roupas

Em diversos sabões para lavar roupas, o bórax, também conhecido como borato de sódio, é parte constituinte de sua fórmula, também muito utilizado nos sabões de limpeza em geral. Esse produto provoca efeitos negativos em relação à libido e reprodução, conforme estudos científicos revelaram. O motivo é a sua interferência no sistema hormonal. Além disso, causa irritação na pele e nas mucosas.

Uma boa opção como produto de limpeza é utilizar ingredientes naturais, como o bicarbonato de sódio, suco de limão, vinagre e sal. Esses materiais podem ser utilizados no lugar do bórax e proporcionarão o mesmo resultado.

Como armazená-los adequadamente?

Armazene com segurança os materiais de limpeza

Como visto, uma armazenagem inadequada de produtos de limpeza pode causar sérios problemas aos seres vivos em geral, por isso, é necessário armazená-los em locais apropriados.

Sendo assim, faça a sua devida organização, utilizando os itens citados para a otimização do seu espaço e:

  • mantenha os produtos em locais arejados para evitar a formação aerossóis contaminantes;

  • evite a reutilização de embalagens de modo a evitar contaminações;

  • não misture produtos, use um de cada vez, a fim de prevenir reações químicas incompatíveis entre eles.

Separe os produtos de limpeza em categorias

Para facilitar o reconhecimento e, até mesmo, a retirada de produtos no estoque de um supermercado, por exemplo, é essencial separar cada item de acordo com suas principais características e composições.

Dessa forma, categorize cada mercadoria em setores, incluindo produtos para limpeza de roupas, chão, cozinha, entre outros itens. Ao seguir essa estratégia, o supermercado ainda terá a chance de identificar com mais facilidade quais são os produtos que estão em falta no estoque, além daqueles que têm giro alto, sem depender de softwares para isso.

Por outro lado, manter os produtos do mesmo grupo em um mesmo lugar é uma prática que também pode evitar alguns acidentes dentro de um estoque. Entre eles está a possibilidade de algum item ser avariado e, assim, misturado com outros produtos que apresentam composições químicas divergentes.

Nesse caso, o resultado poderá ser catastrófico, já que a mistura de alguns elementos pode provocar intoxicações, alergias, pequenas explosões, entre outras reações perigosas para a saúde dos funcionários e clientes do supermercado.

A mesma dica vale para a exposição de produtos nas prateleiras, sendo indispensável organizá-los para que o consumidor não fique confuso no ato de compra.

Fique atento à temperatura do ambiente

O local onde os materiais de limpeza são armazenados no estoque de um supermercado também influencia diretamente na sua conservação e durabilidade.

Lembre-se de que os ambientes úmidos podem deteriorar as embalagens e comprometer seu estado natural, da mesma forma que os locais quentes são capazes de provocar reações químicas nos produtos.

Para os produtos inflamáveis, como o aerosol, entre outros itens que contêm álcool, o cuidado precisa ser ainda maior, considerando que esse tipo de material não pode ser armazenado em lugares com temperaturas muito elevadas, a fim de evitar qualquer tipo de explosão.

No geral, a dica é manter o estoque em temperatura ambiente, com o objetivo de conservar os produtos de limpeza. Se necessário, reserve um espaço separado para armazená-los com maior segurança.

Mantenha os produtos de limpeza longe de alimentos

Os materiais de limpeza precisam estar sempre armazenados longe dos produtos alimentícios, ou seja, em prateleiras de estoque distintas. Essa separação também é obrigatória nas prateleiras de venda, já que podemos perceber que ambos os produtos estão sempre em corredores diferentes.

Entretanto, vale lembrar que, embora estejam vedados, alguns materiais de limpeza podem sofrer pequenas avarias ou, até mesmo, vazamentos e, por isso, precisam ser guardados bem longe de qualquer tipo de alimento para evitar possíveis contaminações e riscos à própria saúde dos clientes que comprarão os alimentos.

Armazene os materiais em prateleiras superiores

Parece óbvio, mas os produtos de limpeza e similares precisam ser armazenados sempre nas prateleiras superiores dos supermercados, incluindo detergentes, desinfetantes, cloro, álcool, entre outros itens que são tóxicos e podem despertar a atenção das crianças quando estão expostos em lugares de fácil acesso.

Portanto, posicionar esses itens em gôndolas superiores é uma questão importante para evitar acidentes, como uma criança abrir um produto e ingeri-lo, por exemplo.

Além disso, é interessante ressaltar que essa estratégia de organização também pode favorecer as vendas, já que os clientes terão uma melhor visualização dos produtos (que ficarão próximos à altura dos olhos), o que influenciará de maneira positiva em sua decisão de compra.

Antes de armazenar produtos de limpeza, leia o rótulo

Alguns produtos têm especificações importantes que acompanham sua embalagem. Por esse motivo, ler os rótulos com frequência é um hábito que pode ajudar no armazenamento e conservação dos materiais de limpeza, levando em consideração que alguns produtos apresentam descrições mais exigentes.

No entanto, além de fornecer as informações necessárias para a armazenagem correta, os rótulos também têm um papel importante no controle de validade, o que permite acompanhar manualmente os itens que estão próximos do vencimento e precisam ser descartados com urgência.

Vale lembrar que um simples produto vencido ou mal conservado pode causar sérios riscos à saúde, o que também compromete a organização do estoque e, consequentemente, a credibilidade do estabelecimento no mercado. No entanto, felizmente, podemos contar com a ajuda de algumas diretrizes úteis que podem tornar o armazenamento o processo mais simples e prático.

Lembre-se de que os produtos de limpeza que estão vencidos podem ter sua eficiência comprometida e, ainda, causar riscos à saúde, como vômitos e dores de cabeça para quem os adquire.

Informe-se sobre a importância da embalagem

O correto armazenamento dos materiais de limpeza também depende das suas embalagens. Responsáveis por oferecer a proteção necessária, elas precisam ser resistentes, a fim de impedir qualquer tipo de corrosão química.

No geral, as embalagens de plástico ou polietileno são as mais utilizadas em itens de limpeza, pois são menos vulneráveis à ação de reagentes químicos, normalmente encontrados em produtos, como a água sanitária e o detergente.

Além disso, as embalagens precisam oferecer a segurança necessária para o transporte, tanto para o armazenamento em estoque ou prateleiras quanto para o manuseio do próprio cliente.

Portanto, adquirir mercadorias com embalagens suspeitas não é um bom investimento para o supermercado, além de oferecer grandes prejuízos que podem resultar em perda de produto, avarias, reclamações do cliente etc.

Como mostramos, armazenar produtos de limpeza é uma estratégia importante para garantir a satisfação e segurança dos clientes, além de manter o estoque organizado e seguro para os funcionários. Todavia, é essencial adquirir mercadorias com embalagens resistentes e de qualidade.

Então, gostou do nosso post sobre como armazenar produtos? Agora que você sabe como conservar e armazenar produtos de limpeza, aproveite para conferir também como embalar e armazenar produtos frágeis corretamente!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"